• Ivan Sousa

Convite à Filosofia

Atualizado: 22 de Jul de 2019

Dica de leitura e estudo de uma livrinho muito especial desse filosofo brasileiro esquecido pela população brasileira.


Revelamos algo impressionante nesse artigo sobre o trabalho filosófico de Mário Ferreira dos Santos, o filósofo esquecido. Sua obra reaparece nas estantes e ela não é pequena. O nosso destaque aqui é o livro introdutório do autor chamado "Convite à Filosofia" que apesar de pequeno tem um conteúdo grandioso de conceitos .


Revelamos algo impressionante nesse artigo sobre o trabalho filosófico de Mário Ferreira dos Santos, o filósofo esquecido.

Organizado em duas partes, o pequeno livro de 214 páginas traz na primeira parte ensinamentos fundamentais sobre:

  1. O fato;

  2. O conceito;

  3. A ideia;

  4. Definições;

  5. A abstração;

  6. A Razão;

E esses serão de suma importância, tanto para o entendimento da filosofia do próprio autor, a Filosofia da Crise(#filosofiadacrise) por exemplo, quanto para estar apto ao entendimento da filosofia de grandes pensadores como Hegel, por exemplo.


Na segunda parte do livro, o autor traz a história sucinta do pensamento filosófico, expondo um pouco do seu conhecimento sobre as origens da filosofia grega antiga, depois passando pela patrística, o pensamento medieval, o pensamento árabe, os renascentistas, os iluministas e a filosofia moderna.


O pequeno livro


Foto da 6ª Edição - Editora Mônaco

Convite à #Filosofia de Mário Ferreira dos Santos, ensina muito mais que muitos cursos de graduação, preparando o leitor para entender os termos, esclarece o real significado das palavras. Construindo uma base sólida para o entendimento da sua filosofia, em especial sua Filosofia da Crise e a #FilosofiaConcreta.


Pode-se dizer que na filosofia as palavras exercem um papel preponderante. Neste contexto, o real significado das palavras são de extrema importância afim de que não se confundam as ideias. O mais preocupante, contudo, é constatar que na história da filosofia muito do verdadeiro significado das palavras foram se perdendo. Não é exagero afirmar que, por causa disso, ocorre muita confusão nesse processo de construção do conhecimento filosófico.

[...]Ninguém pode negar, ao examinar o espetáculo moderno, que a inteligência humana afunda-se nas brumas da confusão que invade todos os setores .(SANTOS, 1962, p. 13).

Conforme explicado acima, é importante ressaltar que nunca se pensou de modo tão heterogêneo e tão variado. Mas também, nunca opiniões tão descabeladas conseguiram impor-se a vários círculos intelectuais, com verificamos hoje. Nesse sentido, Convite à Filosofia tenta resgatar algumas ideias que vão clarear o entendimento dos estudantes iniciantes ou não.


Se você tem vontade de aprender filosofia e desenvolver habilidades como, por exemplo, distinguir o que um fato de uma opinião, esse pequeno livro vai te ajudar.


Pensando nisso, estamos preparando um minicurso baseado nesse livro. Aguardem...

O que você tem a ganhar com a leitura do livro?


Conforme explicado acima o que importa, portanto, é que ao final da leitura desse livro você terá condições de aprofundar e ampliar seus conhecimentos filosóficos. Essa, porém, é uma tarefa que exige muita dedicação e disciplina. Então, sugiro, que não embarque nessa jornada só por curiosidade.


Você poderá, por exemplo, saber exatamente qual o real significado da palavra ideia quando o filósofo alemão Georg Wilhelm Friedrich #Hegel dizia: " uma síntese de Conceito com o Fato".


Escreveu o autor no livro: "A palavra #FATO vem do #latim factum, que significa feito, ato, coisa ou ação feita, acontecimento".

E escreveu também: "Uma série indefinida de fatos semelhantes, que nos parecem idênticos, embora na realidade não existam fatos idênticos, e que são coexistentes, damos-lhes uma denominação comum - É O #CONCEITO".


Concluindo

Por todas essas razões achamos importante hoje, mais do que nunca, trazer de volta ao público brasileiro, o conhecimento da existência de um verdadeiro filosofo brasileiro.


Convite à Filosofia, de Mario Ferreira dos Santos, juntamente com a sua obra publicada, é leitura indispensável para nós e deveríamos conhecer, difundir e apoiar o grande trabalho de um dos seus mais respeitáveis intelectuais da nossa sociedade. Quem sabe aqui no blog essa tarefa tenha iniciada?


Bibliografia


DOS SANTOS, M. F. Métodos Lógicos e Dialécticos. 2ª. ed. São Paulo: LOGOS, v. I, 1962.

DOS SANTOS, M. F. Convite à Filosofia. 6ª. ed. São Paulo: Mônaco, v. Unico, 1965.

© 2023 por Por que Filosofia.